Localização
Estr. da Terra Fria S/N Km 8, Terra Fria, Gonçalves MG 37680-000BR

Pousada Passaredo

6 avaliações
2.656
Limpeza
Serviço
Conforto
Localização
Hospitalidade
Preço

Sobre Pousada Passaredo

A Pousada Passaredo está situada em Gonçalves - Minas Gerais - a 8 Km do Centro da cidade e da Estação Rodoviária. A pousada dispõe de piscina ao ar livre, quadra de tênis, sauna seca, jardim, terraço, restaurante, bar, WiFi, estacionamento, recepção 24 horas e um delicioso café da manhã.

Alimentação Sauna Seca Permitido Fumar
Bar    
Café da Manhã Esporte e Lazer Tecnologia
Restaurante Piscina Internet sem Fio (WiFi)
  Quadra de Tênis Recepção de Celular
Atendimento Solário/Terraço (Claro)
Recepção 24 horas   Recepção de Celular (Oi)
  Formas de Pagamento Recepção de Celular (TIM)
Conforto e Conveniência Dinheiro Recepção de Celular
Estacionamento   (Vivo)
Estacionamento Descoberto Políticas Voltagem 110V
Jardim Animais de Estimação  
Carregando...
Mostrando 1-4 de 4 avaliações
Ordernar por:
Usuário do Kekanto
27 de julho de 2015
Muito bom! fui bem atendida desde o momento em que cheguei até a hora de ir embora!
O chalé é bem limpo e aconchegante, cada chalé tem sua área para acender fogueira ou ficar deitado na rede.
Em frente aos chalés passa um riacho que faz aquele barulhinho de água bem relaxante!

O café da manhã estava ótimo! com frutas, pães (de calabresa, de pinhão e francês), frios (mortadela, presunto e queijo branco), bolos e pão de queijo *-*
Tinha 3 tipos de sucos, chás, café e leite!

Porém o restaurante da pousada não funciona sempre, a única vez que funcionou foi para o jantar de sábado, que vc tinha que avisar que iria jantar e já solicitar o que queria do cardápio antecipadamente para eles prepararem... Mas isso não foi um problema, pois a Regina nos indicou ótimos restaurantes por perto.

Lá vc se desliga do mundo, não tem sinal no celular e o wifi só pega na recepção.

Na grama, onde vc pisa tem pinhão, vc pode pegar alguns e fazer na fogueira, fica uma delícia.

As trilhas que a pousada possui, são bem difíceis mas divertidas. Tem que ter um bom preparo físico e disposição, porque é trilha no meio da mata fechada! Então tem vários obstáculos (troncos, raízes, galhos, grama alta, pedras, etc), tem que tomar muito cuidado porque como lá faz muito frio, a terra vira barro e escorrega bastante! Tem vários trechos que vc pode cair no riacho num vacilo rs

É muuuuito frio a noite, então o aquecedor não adianta de nada! Mas eles nos deram 5 cobertores, aí deu pra.dormir quentinho..

O chuveiro é maravilhoso kkkkkkk sai água pra caramba e com uma boa pressão, bem quentinha *-*

Gostei muito de lá e pretendo voltar, pois fica perto de algumas cachoeiras e pedras!

As estradas de lá são todas de terra, as vezes é difícil de andar de carro por lá (tem muitas subidas bem íngremes), principalmente se vc tiver um carro 1.0 que nem o meu, aí vc vai sofrer um pouco rs

A diária sai por uns 200 reais, e vc pode combinar um late check out por uma taxa extra, mas vale a pena!

Ps* não encontrei nenhum lugar por lá (fora o posto de combustível) que passasse cartão, era tudo no dinheiro só, inclusive a pousada! E lá não tem caixa 24 horas, somente banco bradesco e banco do Brasil! [Cortesia do Kekanto]
4 pessoas acharam útil
Usuário do Kekanto
14 de junho de 2015
Péssimo!
Experiência terrível, não Índico!
Reservei um chalé para o fim de semana, no site dizia que o café da manhã era até as 12hrs vi como um atrativo já que as pousadas costumam oferecer café apenas até as 10 ou 11hrs. Cheguei na sexta feira e a Regina dona da pousada se mostrou atenciosa, porém parecia mais uma vendedora queria e insistentemente até sendo constrangedor queria que nós comprássemos um jantar, falando mal da comida dos lugares da cidade.
Fui para o chalé, o wc era sujo, na manhã descobri que o cartaz no quarto dizia que o café da manhã era até as 11:30 e quando fui perguntar me falaram que era até as 11hrs!
O café da manhã é pobre é precário, tudo contado, não nos sentimos a vontade pra comer, a Regina grita e anda pela sala contando o que cada casal coloca no prato, a experiência foi péssima.
Acabou o presunto e ela não repôs perguntei se tinha mais e ela disse que acabou, depois trouxe um pedacinho de presunto e disse que achou.
Pedi um ovo e a funcionária trouxe mas em seguida a Regina disse que não tinha mais para o dia seguinte.
[Cortesia do Kekanto]
Anônimo
9 de junho de 2015
Anônimo
2 de fevereiro de 2014