Blog

Festival MIMO Tiradentes

 

Saiba mais sobre o Festival MIMO em Tiradentes!

O que começou como Mostra Internacional de Música em Olinda há 10 anos, estabeleceu-se como o Festival MIMO, um dos mais importantes do Brasil, que oferece ao público música instrumental de todos os continentes – desde a clássica, passando pelo jazz, a música eletrônica e a música popular. Os concertos, que atraem pessoas de várias gerações, acontecem em cidades que preservam bens e valores históricos do Brasil.

Apresenta programação cuidadosamente preparada, com concertos gratuitos de importantes artistas da cena mundial. São atrações que muitas vezes estão fora do alcance do grande público, algumas até desconhecidas dos brasileiros. O festival traz o que há de melhor no panorama musical contemporâneo, como aconteceu em 2013 com o americano Herbie Hancock, o grupo português Madredeus, o francês Richard Galliano, os shows antológicos de Gilberto Gil, João Bosco e Jards Macalé, o balanço da música black de BNegão, o pop do coletivo francês Nouvelle Vague e a excelência de mestres como o jordaniano Tareq Al Nasser, o franco-libanês Ibrahim Maalouf e o alemão Stephan Micus.

Desde que surgiu, em 2004, foi apresentado para mais de 630 mil espectadores, realizou 240 concertos, exibiu 120 filmes e beneficiou 16.500 alunos em sua Etapa Educativa. Já passaram pelo MIMO artistas como Nelson Freire, Philip Glass, Hamilton de Holanda, McCoy Tiner, Egberto Gismonti, Gotan Project, Sonia Rubinsky, Tom Zé, Buena Vista Social Club Stars, Wagner Tiso, Chucho Valdés, Gonzalo Rubalcaba, Duo Assad, Azymuth, Arnaldo Baptista, Guinga, Hermeto Paschoal e algumas das principais orquestras do País.

A direção geral e artística é de Lu Araújo e a direção de negócios e marketing, de Luiz Calainho e Fernanda Cortez.

Acontecerá em Tiradentes nos dias 17 a 19 de outubro de 2014.

A programação em Tiradentes conta com 13 filmes e entre eles estão:

Aprender a Ler Pra Ensinar Meus Camaradas

Panorama Brasil – Longas
Diretor: João Guerra
Documentário: 84min | 2013 | Salvador/BA | Livre

O filme acompanha a jornada de dois músicos angolanos que viajam até a Bahia, em busca de vestígios da ancestralidade perdida. No Brasil, participam de um grande show, encontram outros músicos e investigam elementos de sua própria identidade, deparando-se com interessantes descobertas. O documentário aborda traços de uma herança africana fora da África, reencontrada através da música.

Local: Centro Cultural Yves Alves
Data: 17.10 Sexta
Hora: 17h30

Dominguinhos

Mostra Um Outro Olhar
Diretor: Joaquim Castro, Eduardo Nazarian e Mariana Aydar
Documentário: 2014 | São Paulo/SP | Livre

Um retrato do sanfoneiro, cantor e compositor Dominguinhos (1941 – 2013), discípulo de Luiz Gonzaga e autor de sucessos como “Eu só quero um xodó”, “Gostoso demais”, “De volta pro aconchego” e “Lamento sertanejo”. Sua obra é revivida em imagens de arquivo, derramando uma história que se multiplica em sons, versos e beleza.

Local: Matriz de Santo Antônio
Data: 17.10 Sexta
Hora: 18h30

Fórum de ideias com palestras, entre elas:

A trajetória poética de Nicolas Behr e a poesia marginal

A poesia dos “não alinhados”, no contexto dos anos 70, é tema da palestra ministrada por Nicolas Behr. Um dos principais nomes da geração mimeógrafo, apresentará a sua produção poética e estética, que conquistou espaço entre os grandes do movimento, mesmo vivendo em Brasília, deslocado do eixo central baseado no Rio de Janeiro. Behr, também falará uma sobre a obra do poeta e letrista Cacaso, dando luz a sua importância na poesia brasileira contemporânea.

Local: Centro Cultural Yves Alves
Data: 17.10 Sexta
Hora: 15h00

Oito concertos, entre eles:

Hans-Joachin Roedelius e Chistopher Chaplin

Os dois artistas se conheceram na Áustria em 2010, no festival Gugginger Irritationen, que se dedica à chamada “Arte bruta” (produzida por criadores livres de qualquer influência de estilos e das imposições do mercado). Quando a rádio BBC convidou o pioneiro da música eletrônica popular contemporânea para escolher alguém para gravar e remixar uma performance sua, o veterano compositor indicou para a tarefa o ator e pianista suíço Christopher Chaplin, filho caçula do genial cineasta e que já havia trabalhado em música eletrônica com o vienense Kava.

Com 1.500 obras, incluindo textos e poesia, gravações com Brian Eno e incontáveis concertos pelos quatro continentes, Roedelius mostrará ao lado de Chaplin, ao piano e sintetizadores, o resultado deste notável encontro da música experimental, que foi registrado no CD “King of hearts”, lançado em 2012.

Local: Matriz de Santo Antônio
Data: 17.10 Sexta
Hora: 20h00

Etapa Educativa

O MIMO confere lugar de honra à Etapa Educativa em sua programação, com propostas de aprimoramento musical, intimamente ligadas ao conhecimento e à experiência dos grandes nomes convidados para o festival. São workshops, máster classes, oficinas e palestras oferecidas gratuitamente aos alunos inscritos, que potencializam as questões técnicas, a expressão artística, o enriquecimento de repertório e a capacidade de liderança, além do importante papel da qualificação profissional e a visão mais exata das perspectivas do mercado de trabalho. Representam momentos ímpares em que a nova geração trava contato direto com quem construiu carreiras sólidas e de projeção internacional.

Inscrições para a Etapa Educativa Tiradentes:

http://www.mimo.art.br/etapa-educativa/inscricao

Site oficial: http://www.mimo.art.br/

Foto: http://www.mimo.art.br/

Acrescente seu comentário...