Blog

O que fazer na Chapada dos Guimarães

A Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, atrai turistas de mundo todo que vão em busca dos paredões avermelhados, das belas cachoeiras e rios, além de cavernas exuberantes. Leia mais nesse post sobre o que fazer na Chapada dos Guimarães!

O que fazer na Chapada dos Guimarães

O município, que já foi considerado o maior do mundo, abriga um Parque Nacional que leva o seu nome. A unidade de preservação ambiental é o cartão postal local. Lugar perfeito para quem é amante do ecoturismo, possui histórias surpreendentes. Não é a toa que possui um dos títulos do Parque Nacional mais visitados do Brasil.

Além da beleza exuberante, a fama do Parque corre o mundo por possuir 46 sítios arqueológicos, 59 nascentes, 487 cachoeiras e os 2.5 mil km de área de proteção ambiental. E, para conhecer esse lugar, você não paga a entrada.

Chapada dos Guimarães é uma cidade rica em história. Há estudos que apontam que o lugar já foi habitat de dinossauros. E o que não faltam são pontos turísticos!

parque-arqueologico

Foto: http://challengingyourdreams.com/

Além da Cachoeira Véu de Noiva, que possui 86 metros de queda e é um dos símbolos da cidade, tem o Circuito das Cachoeiras, que envolvem sete quedas d’águas. Há também as cavernas Casa de Pedra, Aroe Jari, que é uma enorme gruta de arenito com 1.500 metros de extensão. Vale visitar também a Lagoa Azul, que como o nome já diz, possui águas pra lá de transparentes.

veu-da-noiva

Foto: revistaprefeitosdesaopaulo.com.br

As atrações são inúmeras, principalmente, se estiver buscando total contato com a natureza. Isso porque a cidade não possui aquele perfil agitada, cheia de baladas.

Há opções para a prática de esportes radicais como arvorismo, rappel, tirolesa, trilhas, mountain bike, camping, travessia, pista de orientação, arco e flexa, sensitrilha, pêndulo, paint Ball, parede de escalada e TVA (Treinamento Vivencial e Aventura). Essas atividades você encontrará no Espaço Chapada. (Leia mais no link onde se divertir).

Você também poderá fazer descidas de Duck, que é uma espécie de caiaque inflável, pelas cachoeiras da região.

Na Chapada dos Guimarães há rios com águas transparentes e você também poderá fazer a flutuação, que é uma espécie de mergulho nos rios, acompanhado (a) de vários peixes da região.

rio-claro

Foto: 1casalesuamoto.wordpress.com

E sem contar que não inúmeros os pontos turísticos. Entre eles, o Mirante do Ponto Geodésico da América do Sul, que fica no coração da América do Sul.

O Morro São Jerônimo é outra atração para quem gosta de trilhas. É preciso um preparo físico para encarar esse ponto turístico, porque o trecho é bem íngreme. Mas, todo esforço é recompensado ao chegar ao local. Pelo caminho é possível ver os paredões esculpidos pela natureza.

Com uma altura de 845 metros, a Ponta do Campestre é um dos melhores lugares para observar os chapadões e toda mata. De lá também é possível ver a toda Cuiabá, que fica a 30km em linha reta.

Na cidade também é possível se divertir com paintball. No meio da mata e dos paredões você pode brincar com grupos encenando vários tipos de disputas. Vale capturar o líder, defender território, capturar bandeira…entre outras opções. Diversão garantida.

E, para fugir das aventuras e adrenalinas, pode curtir o artesanato local. Na praça central da cidade de Chapada dos Guimarães, há uma grande feira de artesões. Há inúmeras opções de luminárias vazadas que são feitas de cerâmica, além de quadros pintados com os pontos turísticos de lá.

Vale visitar também a Igreja de Santana do Sacramento. Construída em 1779 por escravos, ela possui o altar pintado a ouro. É uma relíquia! A igreja é umas das mais antigas do Mato Grosso e também a mais clássica.

igreja-santana-do-sacramento

Foto: www.panoramio.com

E a gastronomia da Chapada dos Guimarães também é bem convidativa. E o melhor de tudo é poder dar aquela paradinha para comer, sem deixar de apreciar a riqueza e a exuberância da natureza. Isso porque há restaurantes em mirantes que te oferecem uma vista 360º de toda Chapada dos Guimarães.

Há restaurantes que oferecem comidas regionais e outros que servem pratos bem sofisticados. O restaurante Morro dos Ventos, é um dos lugares que oferece uma das melhores comidas regionais. E o atrativo é que o espaço oferece um mirante em forma de plataforma, que é uma atração a parte.

Com uns 200 metros de altura, é possível encarar o deck para admirar toda paisagem da região.

restaurante-morro-dos-ventos

Foto: www.flickr.com

Quando estiver planejando viajar, certifique-se da quantidade de dias que terá disponível para aproveitar Chapada dos Guimarães. Existem passeios que envolvem roteiros para pelo menos 10 dias, sem repetir a programação. Também vale dar uma corrida no Pantanal que é bem perto de Chapada.

Gostou das dicas? Você pode conhecer ainda mais a região através de nosso site. Há informações sobre pontos turísticos, restaurantes, indicações de como chegar e quando ir, além de informações com atividades para se divertir.

Boa Viagem!

Foto de capa: www.folhadacidademt.com.br

Acrescente seu comentário...