Blog

Guia de Caeté

Cidade do interior de Minas cheia de histórias da época do Ciclo do Ouro. De clima agradável e atividades diversas abrangendo, principalmente, o turismo religioso, turismo de aventura e o ecoturismo. Caeté oferece ainda uma deliciosa culinária mineira de fogão à lenha e peças de artesanato típico, além do ter um povo simpático e acolhedor. Continue lendo nosso guia de Caeté!

Guia de Caeté

Cidade pequena com pracinhas, igrejas, casarões do século XVIII, centro histórico e pontos de encontro dos moradores e caeteenses nos finais de semana.  Gostou? Então, saiba mais sobre Caeté no nosso guia.

História de Caeté

A história da simpática cidade de Caeté, no estado de Minas Gerais, começou com o início do Ciclo do Ouro, o que faz dela parte do roteiro turístico da Estrada Real. A região foi palco de importantes acontecimentos históricos como a Guerra dos Emboabas entre portugueses e bandeirantes pela exploração das minas nos anos de 1708 e 1709.

Em busca de pedras preciosas, prata e ouro os primeiros bandeirantes circulavam pelas regiões de Minas Gerais desde o século XVII. Os metais preciosos foram encontrados nas matas densas e virgens, fato que originou o nome Caeté, cujo significado em tupi-guarani é “mato denso”, “mata virgem”.

A descoberta da atual cidade é atribuída ao paulista Leonardo Nardez Sisão de Souza, fundador do então arraial em 1701. A notícia da descoberta de ouro se espalhou rapidamente e, em 1704, Caeté já estava bastante povoada. Após a Guerra dos Emboabas, Caeté foi elevada a vila com o nome de Vila Nova da Rainha do Caeté em 29 de janeiro de 1714, mas efetivamente instalada em 14 de fevereiro do mesmo ano. Todos os anos comemora-se o aniversário da cidade em 14 de fevereiro com vários eventos.

A decadência veio com o esgotamento dos terrenos auríferos devido às explorações. Por volta de 1894, Caeté começou a se reerguer com a chegada da fábrica Cerâmica Nacional, fundada por João Pinheiro. Depois da iniciativa da instalação dessa primeira indústria, surgiram outras iniciativas como a Companhia Mineira de Metalurgia, fundada por Baldomiro Bárbara e a Usina Gorceix, fundada por José da Silva Brandão e que mais tarde virou Companhia Ferro Brasileiro. O progresso aconteceu como nos tempos do ouro e a cidade foi ganhando residências, escolas, comércio, cinema.

Hoje, Caeté não abriga mais as grandes fábricas e a região vive da agricultura, pequenas empresas e vem apostando forte no turismo. Não é para menos, a cidade tem um rico patrimônio arquitetônico, histórico e artístico bem conservado em capelas, museus e casarões coloniais. Um exemplo é a Igreja Nossa Senhora do Bom Sucesso, padroeira da cidade (junto com São Caetano), construída em 1757 na terceira fase do barroco em transição para o rococó.

guia-caete-igreja-bom-sucesso

Foto: panoramio.com

Um dos principais pontos turísticos da região, a igreja é considerada a primeira do estado construída em alvenaria de pedra. E mais, o projeto da fachada e do altar é atribuído a Manuel Francisco Lisboa, pai do Aleijadinho. Segundo relatos históricos, o próprio Aleijadinho teria trabalhado na igreja entres seus 19 anos e 22 anos.

Além disso, Caeté foi eleita pela revista Veja como um dos nove melhores destinos brasileiros para a prática de esportes radicais. A região possui inúmeros atrativos naturais e lugares para prática de ecoturismo e turismo de aventura.

Clima, Geografia e População de Caeté

Localizada ao sopé da bela Serra da Piedade, cercada por serras e com uma área de 542.571 km2, Caeté tem clima tropical de altitude com temperatura média anual de 22º C, máxima de 27º C e mínima de 16º C.

O ponto mais alto fica no topo da Serra da Piedade com 1.476 metros, e o mais baixo em Córrego Posses ou Munizes com 845 metros. Os principais biomas são o Cerrado e a Mata Atlântica sendo uma região de grande biodiversidade.

Pertencente à área metropolitana de Belo Horizonte, distante a apenas 59 km da capital, tem como distritos Antônio dos Santos, Morro Vermelho, Penedia, Roças Novas e Sede e faz limite com os munícipios de Barão de Cocais, Bom Jesus do Amparo, Nova União, Raposos, Rio Acima, Sabará, Santa Bárbara e Taquaraçu de Minas.

Segundo os dados do IBGE de 2013 a população é de 43.036 habitantes.

guia-caete-coreto

Foto: panoramio.com

Centros de Informações Turísticas

Além do Centro de Informações Turísticas no Centro foi inaugurado um novo CAT em Caeté em parceria com o Empório Flora Café, próximo ao Santuário Nossa Senhora da Piedade neste ano (2015). Os centros disponibilizam materiais de divulgação turística, guias, informações sobre o município, lojas, reserva de pousadas, atrações turísticas.

CAT do Centro

Endereço: Praça João Pinheiro, 160 – 3º andar.
Telefone: (31) 3651-8708
Funcionamento: Segunda a sexta: 8h às 17h / Sábados, domingos e feriados: 10h às 16h.

CAT do Empório Flora Café

Endereço: Rodovia BR – MG, 435 – Km 2 – Caeté – MG (Situado a 2 km do trevo da BR 381 sentido Caeté a direita) – próximo ao Santuário Nossa Senhora da Piedade.
Telefone: (31) 9938-5220
Funcionamento: Quinta a domingo: 11h às 17h.

Táxis

Ponto de Táxi – Praça Getúlio Vargas

Endereço: Praça Getúlio Vargas, 66 – José Brandão.
Telefone: (31) 3651-1464

Ponto de Táxi – Praça João Pinheiro

Endereço: Av. João Pinheiro – Centro

Telefone: (31) 3651-1800

Ponto de Táxi – Rodoviária José Brandão

Endereço: Rua Getúlio Vargas, s/nº – Centro.

Telefone: (31) 3651-1670

Actual Moto Táxi

Endereço: Av. Dr. João Pinheiro, 3634 – Centro.

Telefone: (31) 3651-5111

Dados Importantes

DDD – 31
Voltagem: 120/220
Operadoras de Celular: Claro, Oi, Vivo, Tim.

Curtiu nosso guia? Agora reserve a sua pousada e vá curtir esta linda cidade!

Foto capa: geolocation.ws

Acrescente seu comentário...