Blog

Mercado Central de Belo Horizonte – Um passeio imperdível

O Mercado Central de Belo Horizonte é um dos destinos mais procurados da cidade tanto por visitantes de fora como por locais. Muito frequentado por moradores do centro e seus arredores, chegou a receber por volta de 600 mil visitantes durante a Copa do Mundo, em 2014. Quer saber o motivo de tanta popularidade? Então confira agora mesmo algumas de suas inúmeras atrações:

Os primórdios

Sua estrutura de grande feira de diversidades revela um marco na história do lugar, que teve suas paredes levantadas às pressas para cumprir as exigências da prefeitura da época. Nos idos da década de 1940, os empreendedores que haviam recém-adquirido o imóvel foram obrigados a levantar uma cobertura para o mercado que era, até então, ao ar livre a fim de que seu funcionamento fosse liberado.

Esse grande galpão, que ocupa um quarteirão inteiro no coração do centro da cidade, foi originalmente levantado pela mesma prefeitura que depois o repassou para os empresários que o cobriram. A ideia inicial era centralizar os feirantes, concentrando assim, o abastecimento dos então 47 mil habitantes da capital mineira. Nessa época as barracas ainda eram de madeira e os produtos circulavam em carroças, que ficavam estacionadas ao redor da feira.

A primeira configuração do Mercado Municipal ocupava o local que atualmente abriga a rodoviária de Belo Horizonte. Um edifício foi erguido ao estilo art déco, feito em estrutura de ferro e vidros importados da Bélgica, com quem os mineiros mantinham uma boa e tradicional relação na época. Alguns anos depois, a estrutura foi demolida para dar lugar a uma feira de amostras, levando o Mercado a ser transferido para a Avenida Augusto de Lima, onde ainda se encontra até os dias de hoje. Com essa mudança, o Mercado Central foi novamente inaugurado, dessa vez pelo então prefeito Cristiano Machado.

mercado-central-belo-horizonte-pimentas

As lojas

Símbolo da identidade mineira, o Mercado Central é um lugar muito importante na preservação da cultura regional, refletindo muito da dinâmica e dos costumes mineiros. Em suas mais de 400 lojas é possível encontrar de tudo — ou quase isso. Os comerciantes são internacionalmente conhecidos por seu bom papo e, mesmo desconhecendo a língua do visitante, conseguem travar uma boa conversa.

Entre os principais produtos por lá procurados estão as iguarias da culinária mineira — como o queijo, a cachaça, o doce de leite e a goiabada, além de outros produtos típicos do interior de Minas Gerais. Outro forte do comércio é o artesanato, que conta com corredores exclusivos por onde se pode encontrar bons presentes ou itens para a decoração da casa. Os temperos, ervas e raízes enriquecem e colorem o exterior das lojas, que também oferecem castanhas, azeitonas e grãos das mais variadas origens e preços. Os hortifrútis estão presentes em grande número, e vão desde as verduras mais comuns até frutas super exóticas, como a atemoia, o umbu e a pitomba.

Os bares

Os bares também são atrações imperdíveis, principalmente para quem gosta da velha e boa cervejinha no fim da tarde. Instalados no meio dos apertados corredores, seus clientes se debruçam sobre os balcões de onde degustam o famoso aperitivo de fígado de boi com jiló. Para aqueles que preferem se sentar mais comodamente, há restaurantes de renome, como o Casa Cheia, que atrai clientes dos mais diferentes lugares por causa de seus célebres pratos — como o Mineirinho Valente, por exemplo, um mexido de canjiquinha cozida no caldo de costela com lombo defumado, linguiça caseira, queijo, espinafre e ovo de codorna. Dá água na boca só de pensar, não é mesmo?

Então na sua próxima viagem para Belo Horizonte ou interior de Minas Gerais não deixe de conhecer o Mercado Central! Para ajudar no planejamento de sua viagem conheça diversas opções de pousadas perto de Belo Horizonte e faça sua reserva on-line agora mesmo:

Comente aqui e compartilhe conosco suas experiências e impressões!

Website do Mercado Central: http://www.mercadocentral.com.br/

Fotos: http://belo2014.com.br/br/

Acrescente seu comentário...